Fóruns sobre PHP, JavaScript, HTML, MySQLi, jQuery, Banco de Dados, CSS


Moderador: web

 
Mais de 75 postagens
Mais de 75 postagens
Tópico Autor
Mensagens: 96
Nome: Júnior
Descrição do site: Voltado para o Desenvolvimentos de Sistemas
Localização: Goiania
Contato:

Curso de Php Com Banco de Dados

27-01-2009 14:48

Boa tarde a todos do forum vem atravez deste post e de outro tentar passar uma pouco do meu conecimento da maravilhosa linguagem de programa que e o php
Eu estarei colocando os capitulos deacordo com o meu tempo livre eu estarei fazendo os capitulo, a principio eu so vou esta colocando texto mais assim que eu pegar o meu pc eu estarei fazendo alguma videos aula para completar

E toda a ajuda e bem vinda se alguma quizer ajudar nao perca tempo, vamos montar uma curso bom ( aonde quem nao saber nada consiga fazer o basico e o intermediario e quem saber ate o avaçando)

A minha fonte de pesquisa e alguns livros(Desenvolvendo Web Site com Php da editora NovaTec entre outros livor) e principalmente pelo bom e velho http://www.google.com.br


Um Pedido por favor nao posta nada neste post pq eu quero usar ele so para postar os capitulo e videos, dexem para post nest post viewtopic.php?f=1&t=2840
Qual quer duvidas e sugestões

Ate a Proxíma

Capitulo 1 Introdução
World Wide Web e a linguagem PHP
Introdução
Com o passar do tempo, as mudanças na World Wide Web são cada vez maiores, já se foi a época em que a Internet era tratada como uma grande enciclopédia usada apenas para a obtenção de informações, onde a linguagem HTML (Hyper Text Markup Language) era o suficiente para prover as estruturas dos sites.
Hoje em dia, as home pages têm visuais e conteúdos muito mais dinâmicos, totalmente voltados para a intereção com o usuário da rede. Queremos sites com interfaces amigáveis, conteúdos interessantes e significativos, fácil uso, funcionalidades corretas e que possam, de certa forma, realizar nossos propósitos.
O desenvolvedor Web tem inúmeras opções para a realização de seus projetos, mas deve-se ter a consciência de que com o passar dos tempos, tanto hardwares quanto softwares passarão por modificações, portanto, tais projetos devem de certa forma manterem-se constantemente funcionais. É ae que entram os softwares de fonte aberta, que de certa forma são a melhor garantia para um desenvolvedor que deseje que seus projetos funcionem hoje e amanhã em diversas máquinas diferentes.
O que é o PHP?
PHP, sinônimo de PHP (Personal Home Pages) Hypertext Preprocessor, é uma linguagem de elaboração de scripts usada unicamente para o processamento de páginas da web. Podemos dizer, que assim você poderá transformar seu site em um aplicativo Web com conteúdo e informações dinâmicas, contrastando com as inumeras coleções de páginas estáticas com informações limitadas que não podem ser atualizadas frequentemente. Sites que têm como objetivo trabalharem frequentemente com o processamento de dados e informações, devem ser desenvolvidos como aplicativos Web.
PHP é uma linguagem embutida no HTML e que reside no servidor em que o servidor web está rodando, isto significa que, o usuário através do browser faz a chamada de uma página PHP, o servidor web a processa e, depois, envia as informações de volta para o navegador do usuário. O PHP roda no Server Side (Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Server-side, ou literalmente "lado do servidor", é um termo usado para designar operações que, em um contexto cliente-servidor, são feitas no servidor, não no cliente.
Existem várias razões para isso: desde o meio poder de processamento do servidor, até a presença de softwares ou recursos que estejam disponíveis apenas no servidor.
O oposto de server-side é Client Side Scripts, que designa operações feitas na estação de trabalho do usuário.)

O código PHP pode rodar junto com páginas HTML de uma forma em pode se ter o melhor dos dois mundos: pode-se ter uma página HTML que em certas partes do seu código utiliza o PHP para processar e manipular certas informações, ou pode-se ainda, ter uma página PHP produzindo um página HTML pura com seu processamento normal, exemplos de ambas as formas serão apresentads no decorrer do curso.
Vamos entender um pouco melhor como PHP funciona: quando o navegador tenta carregar uma página com código PHP, podendo ser um script PHP ou um documento HTML com PHP embutido, o servidor web irá processar tal código e executá-lo. Assim, o código executado substitui o código fonte original da página e o servidor web, envia a página de volta para o navegador.
Origem da linguagem PHP
Em 1994 surgiu PHP (na época, apenas Personal Home Page), um pocote de ferramentas feito a partir da linguagem Perl por Rasmus Lerdorf. Em vista do interesse que seu pacote, ferramentas estava tendo em meados de 1995, Lerdorf desenvolveu um sistema de processamento de scripts com uma ferramenta para analisar formulários HTML: FI, Form Interpreter, surgiu o PHP/FI ou PHP2.
Com a maior utlização destas ferramentas para a realização de tarefas mais complicadas, mais pessoas se uniram a Lerdorf para o desenvolvimento do projeto, assim surgiu o PHP3, que contava com um sistema de processamento de scripts mais aprimorado, maior funcionalidade para o código e uma sintaxe também aprimorada. A sintaxe da linguagem PHP é de certa forma semelhante às sintaxes de linguagens como C, C++ e Java, significando que desenvolvedores com conhecimentos destas linguagens terão ainda mais facilidade para aprender as estruturas básicas da linguagem PHP.
Em 2000, surgiu o PHP4 que se baseia no sistema de processamento de scripts Zend, que foi desenvolvido desde o zero para poder ser facilmente incorporado em aplicativos diferentes. O PHP4 já utiliza conceitos de linguagem orientada à objetos, o que foi mais desenvolvido em 2003, com o lançamento do PHP5, e hoje já temos a versão do php 6, que irar trazer muito melhorias em relação as outras versões.
Características do PHP
• Código de fonte-aberta
• Interpretador
• Suporte à inúmeros bancos de dados
• Independente de plataforma
• Simples
Código de fonte-aberta
Em posse do código-fonte, qualquer modificação no código pode ser feita (desde que não violem os direitos autorais da linguagem, é claro), se o desenvolvedor quer que algum novo recurso seja adiconado ou um certo bug seja corrigido, ele mesmo pode fazer tais modificações. Podendo ainda certa modificação ser bastante atrativa aos olhos de outros desenvolvedores, o que pode ajudar ainda mais no desenvolvimento da linguagem.
Com o código-fonte aberto, o PHP também pode ser adquirido de inúmeras formas diversas, podendo ser gratuito ou com um certo valor comercial, dependendo apenas da onde o usuário irá adquiri-lo. Um grande exemplo da liberdade que os Softwares Livres nos propõem.
Interpretador
PHP não é compilador, e sim um interpretador, ou seja, ele interpreta e executa o código da maneira exata como ele foi desenvolvido. Tal interpretação e execução é realizada no próprio servidor web.
Suporte a inúmeros bancos de dados
Uma forma de dinamizar uma Home Page é a utilização de um banco de dados para guardar valores dinâmicos, ficando com a linguagem PHP a função de manipulá-los. Como PHP tem código-fonte aberto, inúmeros bancos de dados são suportados, com nenhuma ou pouquíssimas modificações no código. Para fins didáticos vamos utilizar o banco de dados MySQL e o PostgreSQL.
Independente de plataforma
PHP é independente de plataforma podendo rodar em sistemas operacionais como Linux e Windows sem problemas, graças ao seu código-fonte aberto.
Simples
Uma das garndes características desta linguagem, a simplicidade para se usar banco de dados e ter independência de plataforma. Sendo esta uma característica que pode exemplificar o porquê da utilização da linguagem PHP ao invês de utilizar outras ferramentas como: ASP, Cold Fusion, Perl, Java Server Pages, etc.
Tendo sido criada para a programação web, PHP se distingue nesta área, principalmente, devido à sua simplicidade de como realizar certas ações, como por exemplo, acessar e consultar um banco de dados, o que pode ser realizado com 2 ou 3 linhas de código apenas.
Sites úteis
http://www.php.net/
http://www.phpbuilder.com/
http://www.apache.org/
http://www.mysql.com/
http://www.postgresql.org.br/
Resumo do Capítulo
• A WWW modifica-se muito constantemente, necessitando cada vez mais de sites dinâmicos e que dêem ao usuário o que ele quer da forma que ele quiser
• A linguagem PHP é embutida no código HTML e é responsável pela lógica e manipulação de dados
• PHP é Server Side
• PHP é de código-fonte aberto, é um interpretador, tem suporte à inúmeros bancos de dados, é independente de plataforma e de simples execução
• PHP deve rodar junto a um servidor web e um banco de dados
0
 
Mais de 75 postagens
Mais de 75 postagens
Tópico Autor
Mensagens: 96
Nome: Júnior
Descrição do site: Voltado para o Desenvolvimentos de Sistemas
Localização: Goiania
Contato:

Curso de Php Com Banco de Dados

27-01-2009 16:53

Mais uma parte do curso espero que gostem

Básico PHP
Introdução
Neste capítulo iniciaremos os aspectos práticos da linguagem PHP, tendo em consideração as informações essenciais sobre sintaxe e funções, focando principalmente os tópicos: variáveis, constantes, operadores aritméticos e operadores comparativos.
Básico
Como já foi comentado, você pode ter um script PHP que gera HTML, ou um script HTML que executa PHP dentro daquele documento, não interessando qual tipo de script seja, o código PHP deve se delimitado do resto código, podendo estas delimitações serem as seguintes:
<?php ou <? Marcas inicias do código PHP
?> Marca final do código PHP
________________________________________
Lembre-se:
• Os caracteres de escape ASP: <% (início) e %> (fim) também podem ser utilizados desde que a linguagem seja configurada para tal propósito.
________________________________________
A linguagem PHP também possibilita que o desenvolvedor utilize comentários em seu código para que seu script possa ter um entendimento um pouco mais fácil. Veja a tabela abaixo:
# Iniciar uma única linha de comentário
// Iniciar uma única linha de comentário
/* Iniciar comentário que terá mais de uma linha
*/ Terminar comentários iniciados com /*
Vamos agora escrever nosso primeiro script PHP para nos adaptarmos cada vez mais com a estrutura da linguagem, lembre-se que o código pode ser escrito em qualquer editor de texto.
pag1.php
<?php
# Este é um comentário, o browser não irá mostrá-lo
echo "Meu primeiro script PHP! <br>";
echo "<hr>"; // A tag <hr> server para colocar uma linha na tela
# A função echo imprime informações na tela
?>
Agora vamos entender o código acima:
• Note que o código é cercado por delimitações já apresentadas, isto significa que quando o servidor HTTP encontra a primeira delimitação (<?php), ele começa a processar o código ali contido como um script PHP até que ele encontre o seu término (?>)
• Duas linhas de comentários foram incluídas, o browser não irá mostrá-las
• Uma nova instrução é apresentada: echo - ela produz uma saída para o navegador. No primeiro caso imprime uma string na tela e há uma quebra de linha devido a tag HTML <br> e, no segundo caso, imprime uma linha na tela através de outra tag HTML <hr>
• Note que todas as instruções terminam em ';'
________________________________________
Lembre-se:
• Todas as instruções em PHP devem terminar com ';', caso contrário ocorrerá um erro na execução do código.
• Alguns programadores usam a função sinônima print ao invés da função echo, que pode ser usada de duas maneiras:
________________________________________
echo "Meu Primeiro Script em Php!";
________________________________________
Para você execulta este programa você dever ir no navegador e na barra de endereço digitar http://<seu_site_endereço_servidor>/nome do arquivo;
Ex: http://localhost/ pag1.php
Toda vez que você for salvar os arquivos salvar com a extensão .php ou não irar funcionar.
Como mostra uma em uma pagina códigos de html e php
Ex:
1 <html>
2<head><title>Titilo da Pagina</title>
3</head>
4<body>
5<?php
6$data = date("d/m/Y");
7$meu = "Meu Segundo Scritp em Php com Html";
8echo "A data atual e: ".$data;
9print $meu;
10?>
11</body></html>

Vamos entender o código na 1º linha foi criado o começo do cabeçalho do html.
5º linha começa com a tag <?php que e o começo do código php.
6º e 7º linha eu estou criando variável (que veremos mais adiante como criar e usar as variáveis.
8º e 9º estas linha vai imprimir o que tem nas variavies, na linha 8 esta imprimindo com o echo e na 9 esta imprimindo com o print.

Manipulando os dados com o php
Aqui será uma das partes mais importante, porque será neste parte que iremos conhecer os principais tipo de dados de php(Numérico, Alfanuméricos)

Dados Numéricos:
São numero inteiro, reais, decimais, octais e hexadecimais, O dados numéricos servem para trabalhar com cálculos entre outras coisa.
• Inteiros - números inteiros
• Pontos flutuantes - números decimais
• Literais - caracteres ou uma cadeia de caracteres (srting)
• Arrays - falaremos sobre este tipo mais tarde
• Objetos - são utilizados na programação orientada a objetos, o que é um tópico do curso de PHP avançado
• Booleanos - são os valores "true" (verdadeiro) e "false" (falso)

Pode trabalhar com todos os tipos de números Ex:
10 -> Numero inteiro
2.5 -> Numero em ponto flutuante
033 -> Numero que começa em 0 e numero em octal
0x -> Numero que começa com 0x e numero hexadecimal

Dados Alfanuméricos
São todos os dados que estão entre aspa simples( ‘ ) ou aspa duplas ( “ ) também tem alguma sistema que usam aspa invertida ( ´ ), que veremos mais adiante.
Ex:
$nome = “Meu nome e Junior”.
$data = “27/01/2009”.
$num = “12,35”.

Aspas simples: Com aspas simples, você têm uma string realmente como ela foi declarada, independente de qualquer caratere especial (com exceção do caractere de escape - \). Se você deseja inserir uma aspa simples dentro de uma string declarada com a mesma, deve, então, "escapá-la".
Ex:
<?php

print 'Preciso beber um copo d\'água';
// Imprime: Preciso beber um copo d'água
?>

Aspas duplas: Aspas duplas são exatamente iguais as aspas simples, exceto no quesito da interpretação e da velocidade. As aspas duplas interpretam qualquer variável, matriz (quando estiver entre {}) e comandos de texto (\n (quebra de linha), \t (tabulação), \r (retorno de carro). Como o interpretador tem que percorrer toda a string em busca de variáveis, matriz e comandos de texto, a impressão de uma string declarada com aspas duplas pode ser um pouco mais demorada que a de aspas simples.
<?php

$variavel = 'uma frase';
print "Esta é $variavel bem simples";

// Imprime: Esta é uma frase bem simples

?>

Aspas Invertidas ( ´ )
Utilizando aspsa invertidas como delimitadores, estamos usando uma função muito interessante que o php nos oferece: execultar comando do sistema operacional isso se você tiver permição para execular comando no Sistema Operacional
Ex linux:
<?php
Echo ´ls –l * html´;
?>

Concatenando strings
A concatenação nada mais é do que a junção de duas ou mais strings. Isso pode se dar também com variáveis, matrizes, constantes e qualquer outro parâmetro que não puder ser passado (ou que talvez você não queira passar) dentro de uma string.
O operador de concatenação é o ponto (.).

<?php

$variavel = 'mar';
print 'O '.$variavel.' é azul';

// Imprime: O mar é azul

?>


Variáveis
Como em todas as linguagens de programação, em PHP podemos armazenar dados em variáveis, e então podemos acessá-los utilizando os nomes de suas respectivas variáveis. Você pode atribuir valores às variáveis antes de precisar delas em seu script. Veja exemplos desta atribuição:
$nome = "Junior";
$gosto = "Gosto de PHP";
Note que o sinal de igualdade '=' é o responsável pela atribuição dos textos (sempre entre aspas) nas variáveis em questão. Você pode exibir apenas os valores das varíaveis na tela, ou também exibir seus valores junto à outras frases:
<?php
echo $nome;
//Exibe apenas o conteúdo da variável $nome, no caso: "Junior"
echo "Meu nome é $nome !";
//Imprime na tela a frase "Meu nome é Junior !"
echo "Meu nome é $nome e $gosto!";
#Imprime na tela "Meu nome é Junior e Gosto de PHP!"
?>
Todos os nomes de variáveis devem ser precedidos por um cifrão '$' e seguirem uma série de simples regras: qualquer palavra pode ser o nome de uma variável, desde que não começe com um número, um sublinhado '_' ou qualquer outro caractere especial como < $ & ^ ". Além destas palavras não poderem conter espaços e nem devem ter mais de 32 caracteres de comprimento. Veja alguns exemplos válidos e outros inválidos:

$3nome Não é válido
_empresa Não é válido
meu nome Não é válido
meu_nome É válido

________________________________________
Lembre-se:
• As variáveis não precisam ser declaradas em PHP.
• Os nomes das variáveis fazem diferenciação entre letras maiúsculas e minúsculas, portanto: $nome é diferente de $Nome, $Empresa é diferente de $EmPrEsA, etc.
• Procure sempre usar nomes de variáveis que tenham significados próximos aos valores nelas armazenados, isto ajuda no entendimento do seu script.
________________________________________
A atribuição de valores às variáveis também podem ser feitas no mesmo momento em que imprimir a variável na tela. Veja:

<?php
$nome = "Junior";
echo $nome = "Hanun";
/* A variável $nome terá seu valor alterado
assim que o resultado é 'ecoado' na tela */
?>

Constantes
Em PHP também é possível utilizar constantes, ou seja, valores que permanecerão sem alterações durante todo o código. Para atribuir uma constante deve-se utilizar a palavra define para que o PHP saiba que o valor da constante está para ser armazenado. Observe o formato da definição:
define (nome da constante, "valor da constante");
Exemplos:
define (PI, "3.14");
echo " O valor de PI é: " .PI;
________________________________________
Lembre-se:
• Não se esqueça de utilizar a ',' na hora de definir as constantes
• Nunca utilize o $ antes de constantes, elas não são variáveis
• Constantes podem ser definidas em qualquer parte do código, sendo que devem ser definidas antes de utilizadas, lógico
• Utilize o operador de concatenação na hora de utilizar a constante, pois ao utilizar o nome da constante dentro de um comando echo, o interpretador PHP pode interpreta-lo com um pedaço de texto
________________________________________
Conversão de Variáveis
Se tivermos uma string contendo somente números, o php somara normalmente esse valor como outra variável do tipo numérico, se houver texto e números em uma string, o php utilizará somente aparte em que estão os números para efetuar a operação aritmeticas
Para resolver este problema podemos utilizar alguma conversões como:
(int)(integer) converte para inteiros
(real)(float)(doublé) converte para ponto flutuantes
(string) converte para string
(array) converte em array(vetor)
(objeto) converte em objeto

O conversor convertera o tipo daquela variável que aparece imediatamente após ele conforme mostra o Ex:
<?php
$num = 10;
$num1 = 52.36;
$total = (int) $num + num1;
echo $total;
?>

Variáveis criadas dinamicamente
Em diversas ocasiões e muito útil criamos variáveis dinamicamente, ou seja, durante a execução do programa. Essa técnica funciona da seguinte forma: utiliza-se o valor de uma variável para servir como identificador para outra que e criada. Para isso utilizando duas vezes o símbolo ( $ ), ou seja, devemos usar ( $$ ).
Ex:
<?php
$texto = “Alguma Texto”;
$ind = “text”;
$$ind = $texto;
echo $text;
?>

Tipos de Variáveis
No php existem variáveis dos tipos numéricos, alfanuméricos(string), arrays e objetos.

Numéricos
As variáveis numéricas pode possuir valores inteiros ou reais(ponto de flutuante), Ex:
$num = 23.
$c = 5.5.
$ec = 45E2.

Alfanmericas(string)
São cadeias de caracteres que, conforme viemos anteriomente, podem ser delimitadas pos aspas simples ( ‘ ), aspas duplas ( “ ), Ex:
$nome = “Junior”;
$sexo = ‘Masculino’;

Arrays
As variáveis comuns (também chamada de variáveis escalares) so podem armazenar apenas uma valor por vez. Por sua vez o array pode armazenar vários valores ao mesmo tempo.
Ex:
$array[0] = 1;
$arry[100] = 500;


Operadores Aritméticos
Já vimos que para atribuir valores à variáveis devemos usar o operador '=', agora iremos conhecer os operadores para a realização de operações aritméticas:
Operador Significado
+ Adição
- Subtração
* Multiplicação
/ Divisão
% Módulo
Exemplo de como utilizar os operadores:
script3.php
<?php
echo "Quanto é : 2 + 2?";
echo (2 + 2);
/*imprime na tela o resultado da operação, os
parênteses não são necessários */
$preço = "15";
$frete = "2.5";
echo "Quanto fica o preço total já com frete?";
$valortotal = $preço + $frete;
echo "O valor é: $valortotal";
?>
Combinação de operadores
São operadores utilizados para agilizar a escrita do código:
Operador Exemplo Significado
+ = $a + = 5 $a = $a + 5
- = $a - = 5 $a = $a - 5
/ = $a / = 5 $a = $a / 5
Incremento e decremento
Em PHP também é possível a utilização de operadores para incrementação e decrementação, sua estrutura é muito parecida com a utilizada em linguagens como C/C++ e Java.
Exemplo O que faz Significado
++$a pré-incremento $a = $a + 1
$a++ pós-incremento $a = $a + 1
--$a pré-decremento $a = $a - 1
$a-- pós-decremento $a = $a - 1
Operadores de comparação
Os operadores de comparação são mais utilizados junto à instruções de condição que será visto mais adiante na obra. Em PHP os operadores de comparação verificam se:
Operador Exemplo Significado
= = = ($a = = = $b) Se $a for igual a $b e forem do mesmo tipo
= = ($a = = $b) Se $a for igual a $b
< ($a < $b) Se $a é menor que $b
> ($a > $b) Se $a é maior que $b
< = ($a < = $b) Se $a é menor ou igual a $b
> ($a > = $b) Se $a é maior ou igual a $b
! = ($a ! = $b) Se $a é diferente de $b
< > ($a < > $b) Se $a é diferente de $b
Operadores Lógicos
Os operadores de comparação apenas nos dão o resultado de uma simples comparação, e se quiséssemos fazer comparações compostas como por exemplo: um número deve ser menor do que três e maior do que 1. Para isso usamos os operadores lógicos:
Operador Exemplo Significado
&&, and ($a = = 15 && $b = = 1) $a é igual a 15 e $b é igual a 1
||, or ($a = = 15 || $b = = 1) $a é igual a 15 ou $b é igual a 1
! !($a = = $b) $a NÃO é igual a $b
________________________________________
Lembre-se:
• Use sempre parênteses para determinar qual será a precendência dos operadores usados
________________________________________

Operadores binários
Esses operadores atuam em um nível de abstração bem mais baixo: trabalhado diretamente com bits. Podem se utilizados para fazer comparações binárias(bit a bit). Cada deslocamento para a direita estará dividindo o numero por 2 cada deslocamento, e se deslocar para a esquerda estará multiplicando por 2 cada deslocamento.


Escape
A linguagem PHP permite usar seqüências de caracteres de controle para caracteres especiais, para isso usa-se o caractere de escape "\", veja a tabela:
Seqüência de controle Nome
\b backspace (volta um espaço)
\t tab (tabulação)
\n quebra de linha
\r carriage return (retorno de carro)
\" aspas (duplas)
\' apóstrofe (aspas simples)
\\ barra invertida (barra)
0

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado